Ethanol Summit 2009

Sábado, 15 de Dezembro de 2018

> English

Notícias

Usina aumentará capacidade produtiva de PHB
15/05/2009

Transformar açúcar em polihidroxibutirato (PHB), um plástico biodegradável, por meio de um conceito renovável e sustentável, é a proposta da PHB Industrial, sediada em Serrana, no interior do Estado de São Paulo. O processo vem sendo executado numa planta piloto na Usina da Pedra desde 2000, mas agora há planos para alçar vôos maiores.

O diretor executivo da PHB, Sylvio Ortega Filho, disse que a atual capacidade de produção de 50 toneladas/ano de PHB deverá crescer para 36 mil toneladas/ano nos próximos dois anos. Da produção total, apenas 5% ficará no mercado interno e o restante será exportado para Europa, Estados Unidos e alguns países da Ásia, como o Japão.

“Tem um ponto crucial que é diferente dos demais. Nossa matéria-prima é o açúcar, não álcool ou etanol. É um processo de biotecnologia. Transformamos o açúcar e fazemos o PHD”, diz Ortega Filho. “Temos produto biodegradável, compostável e certificado por certificadores europeus acreditados.”

O executivo, que participará do Ethanol Summit 2009, pretende demonstrar a variedade de produtos e aplicações possíveis a partir do PHB, durante o painel “Plásticos Verdes: Nova Fronteira para o Etanol”, dia 2 de junho, às 10h15. No painel participará também o presidente da Braskem, Bernardo Gradin, e o diretor comercial plásticos da DOW, Diego Donoso, com moderação de Marco Aurélio Pinheiro Lima.

Ortega Filho destaca algumas técnicas em que a aplicação do PBH tem bons resultados. Uma delas é a injeção (tampa da garrafa pet é injetada e feita de polipropileno). Já existe também polímero biodegradável para fazer garrafa. Outra técnica é a termoformagem, para fazer embalagens de alimentação; e também fazer extrusão de chapas e de fibras para atender a indústria automobilística (espelho retrovisor, painéis de carros etc.).

O PHB serve ainda para substituição de poliuretanas biodegradáveis (faz espuma que substitui o isopor) e produtos de elastômeros. A produção de PHB consome somente 10% da energia não renovável usada no processo de produção do PP. As fontes de energia renováveis usadas no processo de produção do PHB incluem a cana-de-açúcar, o açúcar o solvente e todas utilidades, explica o executivo.


voltar

Arquivo


09/06/2009 Castroneves vence 500 Milhas de Indianápolis com etanol de cana
05/06/2009 “Até 2011!”
05/06/2009 Ethanol Summit homenageia personalidades
04/06/2009 A busca de equilíbrio nos processos de certificação
04/06/2009 Painel do Summit rechaça o mito de que biocombustível afeta produção de alimentos
   Realização:

Copyright 2008 - Ethanol summit - todos os direitos reservados. Resolução mínima recomendada 1024x768 pixels.

Política de Privacidade - Saiba como fazer sua inscrição

  • Patrocínio
  • Plenária Especial
  • Transportadoras Oficiais
  • Apoio
  • Parceria
  • Realização