Ethanol Summit 2009

Sábado, 15 de Dezembro de 2018

> English

Notícias

Painel do Ethanol Summit discute Biocombustíveis como investimento
01/06/2009

O impacto da crise financeira mundial começa a diminuir nas iniciativas destinadas ao setor sucroenergético. Já há oportunidades de investimento e o capital está circulando, embora em patamares inferiores aos registrados no primeiro semestre do ano passado.

A tendência de profissionalização continua acentuada e a fragmentação, que já foi característica nesse setor, cada vez mais dá lugar à consolidação dos negócios em torno de grandes grupos.  Essas foram algumas das conclusões do painel que discutiu os biocombustíveis como alternativa de investimento, reunindo os especialistas Bernard Chaud, vice-presidente do Grupo Tereos, e Luiz Ildefonso Simões Lopes, CEO (Chief Executive Officer) da Brascan, com moderação de Roberto Vellutini, vice-presidente do Banco Interamericano de Desevenvolvimento (BID).

“Os fundos de investimento têm um papel importante no desenvolvimento desta indústria, não apenas por causa do capital para fomentar os projetos, mas também porque oferecemos consultoria de negócios para investidores internos e externos”, observou Lopes.

A Brascan, segundo informou, atua há 110 anos no País em vários setores da economia e também em países da Europa e da América do Norte. No setor sucroenergético atua com leasing de terras para plantio e como fornecedor de suprimentos de cana para as usinas, em contratos de longo prazo. A empresa trabalha com usinas de São Paulo e Minas Gerais e dispõe de terras adicionais em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Ele explicou que alguns projetos priorizam a terra propriamente, outros, as usinas e a cogeração de energia. 

Já o vice-presidente do grupo investidor francês Tereos destacou que o etanol é uma parte importante da indústria de combustíveis, principalmente porque a produção de combustíveis fósseis está caindo, enquanto a cresce a fabricação de fontes alternativas de energia, tornando a biomassa mais abundante e barata. Bernard Chaud ressalvou que nos Estados Unidos e na Europa o consumo de biocombustíveis ainda é baixo, frente ao potencial existente para disseminar o uso do etanol, especialmente porque diminui a emissão de gases do efeito estufa. “Podemos substituir 10% do petróelo usado no mundo hoje”, enfatizou Chaud.

O modelo de negócios desenvolvido pelo Brasil poderia beneficiar vários países em desenvolvimento, especialmente os localizados na faixa dos trópicos e há uma série de iniciativas nesse sentido. Os dois palestrantes concordaram que a África ainda não oferece as condições adequadas para atrair investimentos estrangeiros em usinas de açúcar e etanol. “Os países africanos não oferecem a estabilidade política e a confiança financeira necessárias para atrair investimentos externos”, explicou Lopes.

Na avaliação de Chaud, a falta de infraestrutura logística, portos e estradas, também dificulta a produção de etanol. “Por enquanto, estamos apenas trabalhando em projetos ligados ao açúcar, mas pretendemos expandir para biocombustíveis no futuro”, complementou.

Sem citar projetos específicos, o especialista da Brascan enfatizou que há muitas histórias de sucesso, quando questionado sobre empresas que investiram no setor sucroenergético e foram mal-sucedidas. “A equação com o melhor resultado é a que combina os recursos combina os recursos do private equity com a capacidade do empreendedor brasileiro e gerencia as expectativas de ambos corretamente”, finalizou Lopes.

Os painéis e as palestras que integram a programação do Ethnaol Summit 2009 analisam temas como qualificação de mão-de-obra nas usinas; certificação de biocombustíveis, a produção sustentável de etanol, a geração de bioletricidade a partir da cana-de-açúcar, o avanço no acordo de biocombustíveis entre o Brasil e os Estados Unidos, entre outros assuntos. O evento prossegue até quarta-feira (3.06), no World Trade Center em São Paulo( SP) , reunindo 1,5 mil participantes, 150 palestrantes do Brasil e do exterior, além de 300 jornalistas, representando veículos de comunicação do país e do exterior.

 


voltar

Arquivo


09/06/2009 Castroneves vence 500 Milhas de Indianápolis com etanol de cana
05/06/2009 “Até 2011!”
05/06/2009 Ethanol Summit homenageia personalidades
04/06/2009 A busca de equilíbrio nos processos de certificação
04/06/2009 Painel do Summit rechaça o mito de que biocombustível afeta produção de alimentos
   Realização:

Copyright 2008 - Ethanol summit - todos os direitos reservados. Resolução mínima recomendada 1024x768 pixels.

Política de Privacidade - Saiba como fazer sua inscrição

  • Patrocínio
  • Plenária Especial
  • Transportadoras Oficiais
  • Apoio
  • Parceria
  • Realização