Ethanol Summit 2009

Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

> English

Notícias

Goldemberg: ainda há espaço para evoluir a primeira geração do etanol
04/06/2009

A produção de etanol de primeira geração ainda pode progredir muito e atingir níveis de produtividade bem-superiores aos atuais, antes das conquistas tecnológicas prometidas pela segunda geração do biocombustível, cujo processo prevê o uso de enzimas capazes de quebrar moléculas de celulose. A tese é defendida pelo físico José Goldemberg, que já foi ministro, secretário estadual e reitor da Universidade de São Paulo, além de ser um entusiasta das energias renováveis e, em especial, do etanol de cana-de-açúcar.

Goldemberg falou aos participantes da última plenária do Ethanol Summit 2009, nesta quarta-feira (03/06/2009). “As enzimas para a produção de etanol de segunda geração são ainda muito caras”. O cientista defende a conquista de maior eficiência na produção de etanol, ampliando o volume extraído por tonelada de cana-de-açúcar, hoje na faixa de 80 litros. Além disso, a ampliação horizontal das áreas de cultivo da planta é um fator considerável, já que o Brasil utiliza hoje apenas 1% de suas terras aráveis para etanol e, portanto, tem potencial para expandir a lavoura.“A primeira geração do etanol ainda não está esgotada e não estará, pelo menos durante os próximos 10 anos”, ressaltando que a segunda geração ainda depende de uma série de fatores para torná-la viável, inclusive comercialmente.

Comparado a outros biocombustíveis, o etanol de cana-de-açúcar oferece ganhos importantes tanto na área energética como na questão das emissões de gases de efeito estufa, de acordo com o físico brasileiro. Em termos energéticos, o etanol de cana possui uma balança bem mais positiva do que seus concorrentes de milho e beterraba, além de oferecer uma redução significativa na emissão de gases de efeito estufa – cerca de 90%, em comparação com a gasolina.

José Goldemberg foi um dos homenageados pela organização do Ethanol Summit, ao final do evento, por sua contribuição e apoio às iniciativas do setor para tornar a cana-de-açúcar uma das mais completas fontes de energia renovável do Brasil.


voltar

Arquivo


09/06/2009 Castroneves vence 500 Milhas de Indianápolis com etanol de cana
05/06/2009 “Até 2011!”
05/06/2009 Ethanol Summit homenageia personalidades
04/06/2009 A busca de equilíbrio nos processos de certificação
04/06/2009 Painel do Summit rechaça o mito de que biocombustível afeta produção de alimentos
   Realização:

Copyright 2008 - Ethanol summit - todos os direitos reservados. Resolução mínima recomendada 1024x768 pixels.

Política de Privacidade - Saiba como fazer sua inscrição

  • Patrocínio
  • Plenária Especial
  • Transportadoras Oficiais
  • Apoio
  • Parceria
  • Realização