Ethanol Summit 2009

Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

> English

Summit-na-Mídia

Exportação será foco da produção de etanol da Petrobras Biocombustíveis
Site Último Segundo - ultimosegundo.ig.com.br
02/06/2009

Miguel Rosseto, presidente da Petrobras Biocombustíveis e ex-ministro do Desenvolvimento Agrário, afirmou nesta terça-feira que a estratégia da produção de etanol da companhia será “fortemente” voltada para o mercado externo. “A decisão faz parte da estratégia global da empresa de estar entre os cinco maiores players mundiais de combustíveis”, afirmou durante a mesa “De petróleo a energia: o etanol como opção para empresas petrolíferas”, realizada no Ethanol Summit, cúpula organizada pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), em São Paulo.

No Brasil, Bill Clinton diz que comércio de carbono pode ajudar a preservar florestas

De acordo com Rosseto, a decisão estratégica da Petrobras Biocombustíveis leva em conta o cenário de crescente demanda mundial por combustíveis limpos, alimentada pela agenda ambiental e pela pressão que as sociedades exercem sobre os governos e empresas por práticas mais sustentáveis. “Nossas diretrizes serão marcadas pela qualidade do ativo”, salientou Rosseto, reforçando que a companhia irá procurar receber certificados de qualidade ambiental.

“Estamos passando por uma transição energética. E para fazer parte dessa transição passaremos a ser produtores e distribuidores de biocombustíveis”, ressaltou o presidente da companhia. Segundo Rosseto, a Petrobras Biocombustíveis tem como meta produzir etanol ainda em 2009. No momento a empresa tem participação minoritária no mercado nacional, atuando apenas como pesquisadora e distribuidora.

O presidente da Petrobras Biocombustíveis revelou que a empresa acompanha o marco regulatório europeu e busca oportunidades na América do Sul, além da Europa. Rosseto salientou que a companhia “acredita e trabalha” para que o etanol seja considerado uma commodity (o que traria taxas alfandegárias bem menores para a exportação e permitiria que o biocombustível fosse negociado em bolsas de valores).

Quando questionado sobre o porquê da preferência pelo mercado externo, Rosseto ressaltou que a produção de biocombustíveis faz parte da estratégia global da Petrobras como um todo. Segundo o presidente da empresa, a Petrobras Biocombustíveis “será grande parceira dos produtores de etanol” ao investir em pesquisas: “Os investimentos em pesquisa irão beneficiar todo o setor de produção de etanol e colaborar com a qualificação”.


voltar

Arquivo


11/06/2009 Respeito merecido
02/06/2009 Exportação será foco da produção de etanol da Petrobras Biocombustíveis
02/06/2009 Em 3 anos, Petrobras produzirá etanol celulósico
02/06/2009 Alternativas renováveis ao etanol ainda esbarram em custos
02/06/2009 UE discute certificação do etanol em março de 2010
   Realização:

Copyright 2008 - Ethanol summit - todos os direitos reservados. Resolução mínima recomendada 1024x768 pixels.

Política de Privacidade - Saiba como fazer sua inscrição

  • Patrocínio
  • Plenária Especial
  • Transportadoras Oficiais
  • Apoio
  • Parceria
  • Realização